Blog do Dell'Orso

Fique por dentro de tudo

Morar junto: o que devo saber?

  • por Dell'Orso Buffet
  • abril 2018

Estabelecer regras de convivência é uma boa sugestão para o recém-casados

Passar de namorados a “namoridos” (que seria uma junção de namoro com marido) é um daqueles momentos emocionantes na vida de um casal. E, se você tem passado mais tempo na casa do seu amor do que na sua, tem intimidade o suficiente para conversarem sobre diferentes assuntos e não vê mais sentido em dormir só, provavelmente vocês já devem estar a um passo de tomar essa decisão.

Antes de tudo, é importante pensar no que você deve saber antes de tomar essa decisão. Afinal, tudo em sua relação vai ser modificada e impactada por big steep – e até as pequenas coisas que você nem imagina podem impactar a rotina de vocês.

1- Qual o momento certo?

Essa pergunta é muito difícil de ser respondida, já que cada casal tem um tempo certo, mas você pode ficar atento a alguns indícios, como planos para um futuro distante, ou até mesmo uma grande frequência de encontros entre vocês. Além disso, vale a pena ter uma conversa franca com o seu companheiro(a) e perguntar se ele está pronto para dar esse passo junto com você. Uma boa comunicação evita problemas desnecessários.

2 – E o dinheiro?

Talvez, este seja o ponto mais importante a ser pensado antes de tomar a decisão final. Por isso, é importante você se perguntar se ambos possuem a estabilidade necessária para lidar com futuros gastos. Se algum de vocês não trabalha ou possui uma renda fixa, com um salário em dia e ganhando o suficiente para cobrir as despesas da casa, provavelmente seja melhor adiar a decisão, ok? Para que a sua relação tenha harmonia, uma vida financeira saudável é imprescindível.

3 – Atividades domésticas

Já se passou o tempo em que os cuidados com a casa, comida e roupas eram responsabilidades da mulher. O casal deve entrar em um consenso sobre o que cada um mais gosta de fazer, para realizar uma divisão de tarefas mais justa.

Se for preciso, organizem um quadro com a divisão semanal de cada tarefa. Outra opção pode ser contar com a ajuda de uma diarista, para facilitar a rotina diária, embora seja um investimento a mais e se vocês não estiverem prontos, o ideal é colocar a mão na massa até que sobre um “dinheirinho” a mais.

4 – Organização acima de tudo!

Vindos de casas diferentes, é muito provável que vocês tenham, agora, coisas demais para juntar em um guarda roupa só, ou muitos itens repetidos.

Para solucionar esse problema, que tal fazer aquela limpa nas roupas e doar o que vocês não usam mais, ou até mesmo vender os itens mais caros, como camas e geladeira? Assim, além de deixar a casa mais organizada, vocês ainda ajudam a outras pessoas!

 

O que achou dessas dicas? Comenta pra gente como está sendo a sua experiência!



Contato Moema
Contato Ibirapuera
Redes Sociais
Aprovado pelo CAES
Desenvolvido por Marketing Chef © 2016.