Blog do Dell'Orso

Fique por dentro de tudo

Tipos de cerimônias de casamento

  • por Dell'Orso Buffet
  • maio 2018

Saiba a diferença entre elas e como adaptá-las à sua realidade!

A cerimônia de casamento é sem sombra de dúvidas, um dos momentos mais aguardados na vida de duas pessoas que se amam. É nesse momento que ambos decidem firmar uma aliança perante à família, amigos e igreja, oficializando a união e prometendo amar um ao outro pelo o resto de suas vidas. E, assim como qualquer outra decisão importante no processo de planejar o tão sonhado dia, a escolha da cerimônia deve centralizar-se 100% nas expectativas e realidade de cada casal.

Por esse motivo, é de suma importância que o primeiro item do seu checklist seja definir o tipo de cerimônia a ser realizada, dessa forma, será muito mais fácil escolher o local que marcará esse dia tão especial.

blog-cerimonia

 

A seguir, confira os tipos de cerimônias de casamento e entenda a diferença entre cada uma:

1- Cerimônia Civil 

 A cerimônia no civil pode ser realizada no próprio cartório de registro, como também durante o casamento religioso, unindo os dois momentos em um só.  Alguns casais optam em realizar uma celebração sem cunho religioso, e diante disso, é necessário solicitar um juiz de paz ou um celebrante para estar à frente da cerimônia. Em todo o caso, é necessário que haja o registro em cartório alegando a união dos dois perante à lei. Vale lembrar que o casamento no civil não precisa ser no mesmo dia que a festa e podem ter padrinhos e testemunhas diferentes.

2- Cerimônia Ecumênica

De modo geral, esse tipo de cerimônia é  bastante comum para noivos que praticam uma religião diferente de seu companheiro, e em outros casos, ambos não compartilham da mesma de nenhuma crença específica. Por não possuir um cunho religioso, esta cerimônia pode ser realizada tanto por um juiz de paz como também por um amigo íntimo, ou celebrante que conheça a história dos noivos e possa compartilhar com os convidados palavras de sabedoria e amor.

Dentro desse contexto, é possível que os noivos realizem cerimônias mistas, cada um simbolizando a sua própria religião. Neste tipo de evento, conta-se com a participação de representantes de ambas as religiões, sendo cada um deles responsável por conduzir os ritos de acordo com suas tradições. Embora a ideia pareça boa, nem todas as religiões/igrejas aprovam esse tipo de celebração, portanto, estude bem a ideia antes de se jogar de cabeça e sofrer contratempos em sue planejamento.

Existem três modelos mais conhecidos de cerimônias ecumênicas:

Cerimônia das areias coloridas:  Em cima do altar, simultaneamente os noivos enchem um vaso com diferentes tons de areia, e o ato delas de juntarem simboliza a união indissolúvel do casal. Nessa celebração, a família e amigos também podem participar, caso haja consentimento dos noivos.

Cerimônia da árvore: De maneira simples, nessa cerimônia os noivos plantam uma árvore juntos, simbolizando o crescimento e os frutos que a união dos dois irá gerar a partir daquele dia. Esse modelo é ideal para casamentos no campo ou ao ar livre.

Cerimônia das velas: Também conhecida como cerimônia da luz,  essa celebração, representa a união das famílias e o começo de uma nova, através de velas acesas junto ao altar.

3- Cerimônia Religiosa 

Ao contrário do que muitos pensam, a cerimônia religiosa não precisa ser necessariamente dentro de uma igreja ou de um templo. É claro que muitos casais não abrem mão da tradição de se casarem dentro de uma igreja, com sinos tocando e tudo o que se tem direito. Entretanto, é necessário que os noivos se informem sobre todo o processo, que vai desde a conduta exigida por cada religião, até a escolha da data. Lembre-se que existem filas de espera, principalmente em igrejas que costumam ser mais disputadas. Por isso, o ideal é programar-se com um ano de antecedência ou mais. Leve em conta, também, que o casamento na igreja demanda de uma decoração extra, coral, músicos e etc.

É muito importante lembrar que após a cerimônia religiosa, os noivos recebem um termo de casamento que deverá ser apresentado em cartório em um prazo de até 90 dias a partir da data da realização da cerimônia. Caso contrário, para efeitos civis, os noivos permanecem solteiros.



Contato Moema
Contato Ibirapuera
Redes Sociais
Aprovado pelo CAES
Desenvolvido por Marketing Chef © 2016.